quarta-feira, 20 de outubro de 2010

0

Candidíase na gestação


 

A candidíase é causada por um fungo que pertence à flora vaginal, quer dizer, vive normalmente na vagina (por isso não é uma doença sexualmente transmissível), que é a Cândida. Na gestação, pelas alterações hormonais, é comum ela se replicar demais e acabar dando sintomas, que caracterizam a candidíase. A vagina fica irritada, sensível, coçando muito, inchada, e produz um corrimento branco que parece uma massinha.
Seu tratamento com medicamentos funciona só na fase aguda, e ajudam a dar uma boa aliviada nos sintomas (que chegam a ser muito desconfortáveis). Mas, para que se evite de tê-la novamente, é necessário seguir as orientações de certos cuidados locais. Esses cuidados partem de um princípio simples: de que a cândida, como é um fungo, gosta de um lugar quentinho e úmido. Portando, deve-se tentar manter a vagina o mais seca e arejada possível. Para isso:
·   Evite usar calças apertadas, dando preferência a saias,
·   Use calcinhas de algodão, evitando sempre tecidos sintéticos,
·   Passe a calcinha com ferro quente após sua lavagem,
·   Fique sem calcinha em casa e ao dormir,
·   Tenha uma boa higiene da vagina, limpá-la de preferência com água, mas se não der, use o papel de frente para trás, para não levar as bactérias do ânus para ela,
·   Não use roupas íntimas de outras pessoas.
Se mesmo assim ainda estiver tendo candidíase de repetição, existe um outro recurso que adianta muito bem: lavar a vagina, apenas na parte de fora, com pasta de dente de bicarbonato de sódio (tem que enxaguar após a passagem)! Isso diminuir a acidez da vagina, dificultando a proliferação da cândida.
        Se fizer tudo isso, dificilmente a candidíase continuará sendo um incômodo na sua vida.

Dra. Paula, médica formada pela USP e em especialização em ginecologia e obstetrícia no Hospital das Clínicas de São Paulo.
Mulher Saúde

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...